Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

O melhor de Bariloche neste inverno

Data da Postagem: 31/08/2017 | Fonte: MSN
(Foto: Divulgação).

O destino de inverno mais amado pelos brasileiros espera receber até o fim de setembro 33 mil brasileiros, 10% a mais que no inverno de 2016. Segundo o diretor de turismo de Bariloche, Leo Tiberi, o fim do imposto IVA sobre as diárias hoteleiras pagas com cartão internacional (medida em vigor na Argentina desde janeiro e que representa uma economia de 21% para o turista) é um atrativo a mais. “Mesmo em um momento de crise, o brasileiro continua escolhendo Bariloche como o destino internacional das suas férias de inverno”.

A seguir, um guia para desfrutar do que essas duas belezuras têm a oferecer:

Bariloche

Espremida entre as montanhas e o Lago Nahuel Huapi, Bariloche é o destino onde muitos brasileiros debutam na neve. Cerro Catedral, a estação propriamente dita, fica a 19 km da cidade e tem boa quantidade de pistas. O esqui, no entanto, é quase um pretexto para a viagem.

Quem desistiu de aprender ou não tem interesse em praticar o esporte todos os dias encontra várias opções de diversão na neve, além de um centro comercial bem completo, com o charme das construções de pedra. Fora os restaurantes, as lojas e a vida noturna agitada, Bariloche abriga as clássicas chocolaterias, hoje ameaçadas em popularidade pelo número crescente de cervejarias artesanais.

Somam-se a essa lista de atrativos a proximidade com o Brasil, a facilidade da língua e a chance de passar desde um fim de semana prolongado até uma semana inteira em um destino de inverno realmente com neve.

Ficar

Na cidade

Hoteles Design Suites, Bariloche: –

Um dos símbolos de Bariloche, o Llao Llao (diárias desde R$ 1 470) é também a opção mais luxuosa, com piscina coberta e aquecida. Entre os quatro-estrelas, o Design Suites (diárias desde R$ 987) tem janelões com vista para o lago e hidromassagem em todos os quartos.

No Centro, o Nahuel Huapi (desde R$ 540) e o Ayres del Nahuel (desde R$ 470) são hotéis midscale com bom custo/benefício. Igualmente bem localizado, ohostel Achalay dispõe tanto de quartos compartilhados (desde R$ 91 por pessoa) quanto de suítes privativas (desde R$ 121).

Na montanha

Pire Hue Lodge, Bariloche, Argentina: –© Reprodução –

Na base da estação de esqui, o Pire Hue (desde R$ 1 120) e o Galileo (desde R$ 1 072) são quatro-estrelas dos quais é possível sair já com os esquis nos pés.

Comer

Na cidade

La Marmite Restaurant, Bariloche: –

Bom para provar a famosa parrilla argentina, o El Boliche de Alberto serve um famoso bife de chorizo. Já no El Patacón, o destaque são os peixes da região, entre eles o salmão e a truta. Instituição na cidade, o Família Weiss (Calle Almirante O’Connor, 401) serve pratos patagônicos: no cardápio constam carnes de caça como javali e veado.

Para as tradicionais fondue e raclette, opte entre o Casita Suiza (Calle Quaglia, 342) e o La Marmite. Para uma refeição mais romântica e sofisticada, vá ao Cassis, que fica imerso em um bosque e tem menu degustação de sete etapas.

Na montanha

Rodeo Cerro Catedral, Bariloche: –

São 14 opções de restaurante, que servem de comida típica a fast-food. O menu do El Rodeo, na base, tem de hambúrguer de cordeiro a ravióli. No alto da montanha, o variado La Roca prepara saladas, massas e sanduíches. A experiência mais especial é a do La Cueva: os clientes chegam em motos de neve e fazem a refeição dentro de uma caverna, onde foi montado o restaurante.

Passeios

Sem neve

Cerro Campanario, Bariloche: –© 

A clássica apresentação a Bariloche é feita através do Circuito Chico, passeio de meio dia vendido pelas agências locais que percorre as margens do Lago Nahuel Huapi, sobe o mirante do Cerro Campanario  e passa pelo emblemático Llao Llao. Outra atração local é o Museo de La Patagonia, que conta a história da região desde seus primeiros habitantes. Por fim, de Puerto Pañuelo partem passeios de catamarã pelo Nahuel Huapi até Puerto Blest: o daTuristur custa AR$ 1 060 (cerca de R$ 212) por pessoa.

Com neve

Piedras Blancas Bariloche: –

A estação deCerro Catedral atende tanto quem quer esquiar, com boa quantidade de escolas na base da montanha, quanto os que procuram uma simples diversão na neve. Para esta temporada, reformou e ampliou a área de recreação da estação, onde há pistas de trenó e tubing. A 5 km do Centro de Bariloche, o parque Piedras Blancas ( AR$ 1 240, com todas as atividades incluídas) tem esquibunda, teleférico e tirolesa.

Compras

Chocolaterias

A grande novidade da temporada 2017 é que parte da Calle Mitre, a rua mais famosa do Centro de Bariloche, foi transformada em uma espécie de calçadão, priorizando a circulação de pedestres. Ali ficam as principais lojas de chocolate artesanal: a Rapa Nui (nº 202), a Del Turista (nº 239), a Abuela Goye (nº 252) e a Mamuschka (nº 258).

Lembranças

Outra importante via, a Avenida Bustillo é endereço da Belén (km 3,8), especializada em velas e cerâmicas; da Origen (km 3,8), com móveis e objetos de decoração; e da El Coihue (km 15,5), que vende prataria crioula e mapuche. Para comprar vinhos, vá à Patagonia Vinos, na Avenida San Martín.

Noite

Cervejarias

Cerveza Manush: –

Não param de abrir novas cervejarias artesanais na cidade. Nesta temporada, estreiam a Cava Clandestina, que parece um verdadeiro saloon do Velho Oeste, e uma segunda unidade da pioneira Blest, agora no km 4 da Avenida Bustillo – a original fica no km 11,6. Entre as cervejarias já consagradas, vale conhecer a Berlina e a Patagonia, ambas com belas vistas, além da Manush, da Antares e da Bachmann.

Bares e Baladas

Ice Bariloche: –

Entre os bares, o Wilkenny faz o estilo pub irlandês, e oIce Bariloche é todo de gelo. A Calle Juan Manuel de Rosas concentra casas noturnas como a Grisú, uma das mais tradicionais da cidade, a Cerebro, famosa por seus personagens gigantes de led que invadem a pista, e a Roket , com cinco andares e três pistas de dança distintas.

Como circular

A cidade é pequena e pode ser facilmente explorada a pé. Para chegar ao Cerro Catedral, os ônibus públicos da “Línea Catedral” passam no Centro (passagem a AR$ 25, cerca de R$ 5).

Como chegar

A Latam fará seus voos diretos de 1º de julho a 13 de agosto, às 6ª, sáb e dom, e a Azul, de 1º de julho a 12 de agosto, com um voo semanal aos sábados. Via Buenos Aires, voam a Gol e a Aerolíneas.

ESTAÇÃO           BARILOCHE (CERRO CATEDRAL) VILLA LA ANGOSTURA (CERRO BAYO)
Altitude Base 1 030 metros / Topo 2 180 metros    Base 1 050 metros/ Topo 2 000 metros
Área esquiável 600 hectares  460 hectares
Nível das pistas Iniciante 7%/Intermediário 43%/Avançado 50% Iniciante 20%/Intermediário 28%/Avançado 52%
Ski pass*  AR$ 1400 (cerca de R$281) AR$ 1230 (cerca de R$246)
Equipamento**  AR$ 445 (cerca de R$89)*** AR$ 624 (cerca de R$125)
Aula AR$ 1 275 (cerca de R$255)**** AR$ 833 (cerca de R$167)*****

*Preços para um dia de esqui na ata temporada 2017

** Preços do aluguel de esquis com bastões ou prancha de snowboard + par de botas

*** Aluguel na Escuela Extreme 

**** Preço para duas horas de aula em grupo, com equipamento, na Escuela Extreme

***** Preço para duas horas de aula em grupo, sem equipamento. É preciso comprar o pacote de aulas de no mínimo três dias




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS