Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Gás de cozinha sobe e pode chegar a R$ 84 em MS

Reajuste de 12,2%, anunciado pela Petrobras, vigora a partir de amanhã. Data da Postagem: 06/09/2017 | Fonte: Mídia Max News
(Foto: Divulgação).

O GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o gás de cozinha, fica 12,2% mais caro a partir desta quarta-feira (6) às distribuidoras, conforme anúncio feito hoje pela Petrobras. O aumento, o segundo no período de 30 dias, foi decidido pelo Gemp ( Grupo Executivo de Mercado e Preços). Com a alta, o preço ao consumidor final pode chegar a R$ 84 em Mato Grosso do Sul.

A alta foi impulsionada, conforme justifica a Petrobras, pelo estoques mundiais reduzidos, em decorrência do Furacão Harvey, que assolou a cidade de Houston, no Texas, nos Estados Unidos – a região é a maior exportadora mundial do produto. Os terminais na cidade norte-americana continuam fora de operação, o que impacta o mercado internacional.

A Petrobras destacou que o reajuste previsto foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado ao varejo, o valor do gás chegaria ao teto de R$ 84,15.

Hoje, o preço máximo do produto (em Corumbá) é R$ 75, segundo dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O valor só não é maior, porque na última semana, sofreu retração – o preço máximo caiu de R$ 80 para R$ 75.

Esta é a segunda alta em um mês. No dia 6 de agosto, a Petrobras reajustou o preço do GLP em 6,9%.

A alta atual, de 12,2%, será aplicada ao GLP destinado a residências. A Petrobras reajustou também os preços de venda às distribuidoras do GLP destinado aos usos industrial e comercial. O aumento médio de 2,5% entra em vigor amanhã.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS