Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bebê nasce com quase 6 quilos e vira atração em maternidade de Cascavel, no oeste do Paraná

A "pequena" Gabrielly Trevisan Ferreira veio ao mundo no dia 19 de setembro. Segundo a mãe, é a maior criança que já nasceu no Hospital Universitário. Data da Postagem: 27/09/2017 | Fonte: Globo PR
(Foto: Divulgação).

A "pequena" Gabrielly Trevisan Ferreira, nascida no dia 19 deste mês, no Hospital Universitário de Cascavel, no oeste do Paraná, ainda sequer foi para casa, mas o enxoval preparado com carinho pela mãe Maira Cristina Trevisan, de 36 anos, está praticamente comprometido. "Estou aceitando presentes", brinca.

Isso porque, a menina nasceu com 5,720 quilos e 54 centímetros – cerca de 2 quilos a mais do que a média dos recém-nascidos. "No primeiro dia que peguei ela no colo foi cruel, um pouco desconfortável, mas agora já estou me acostumando", diz a mãe, aos risos.

Maira conta que as enfermeiras, que não perderam a chance de tirar uma foto com a menina, que se tornou atração na maternidade, tiveram que colocar uma roupa de criança com muito mais tempo de vida em Gabrielly. "As roupinhas de recém-nascidos não serviam", explica.

 

Da gravidez ao parto

 

A mãe afirma que teve uma gravidez tranquila, mesmo que de alto risco, e que engordou 11 quilos durante a gestação. Segundo ela, a barriga que cresceu bastante e parecia de gêmeos. "Com seis meses ela já pesava 1,9 quilos. Normalmente com esse tempo uma criança pesa cerca de 600 gramas", diz.

Um ultrassom feito duas horas antes da cesárea indicava que a menina nasceria com 5,380 quilos. "O médico me disse que nunca tinha feito um ultrassom de uma criança tão grande. E olha que a margem de erro deles é de 200 gramas, mas acabou passando disso", recorda.

Ela diz ainda que, segundo uma enfermeira, em 27 anos do hospital, nunca houve um parto de uma criança maior. "Dizem que o maior aqui foi de 5 quilos."

Maira explica que o parto seria cesáreo de qualquer maneira, por conta da posição da criança. "Meus outros dois foram normais, mas meu filho, que hoje tem cinco anos, nasceu com o mesmo tamanho e tinha 4,250 quilos 20 dias antes de nascer", revela. A outra filha dela, de 15 anos, nasceu com 3 quilos.

Estado de saúde

 

A bebê, segundo a mãe, deve receber alta do hospital na quinta-feira (28). "Ela está fazendo um tratamento, mas os médicos disseram que está bem. É que o coraçãozinho se desenvolveu mais do que o comum, mas ela está normalzinha", conta.

Do nascimento até a terça-feira (26), Maira diz que a filha cresceu dois centímetros e emagreceu 500 gramas. "Estamos aguardando a cardiologista fazer alguns exames para poder ir para casa", afirma.

 
Um ultrassom feito duas horas antes da cesárea indicava que a menina nasceria com 5,380 quilos.  (Foto: Maira Cristina Trevisan/Reprodução)Um ultrassom feito duas horas antes da cesárea indicava que a menina nasceria com 5,380 quilos. (Foto: Maira Cristina Trevisan/Reprodução)

 

Mais um?

 

Uma das perguntas que Maira mais têm ouvido nos últimos dias é se terá mais uma gravidez. Segundo ela, não é por medo do tamanho da próxima criança que a resposta tem sido não. "Eu fiz laqueadura. E três filhos já está ótimo, né?", diz.

A mãe conta ainda que a família não vê a hora de ir para Formosa do Oeste, também no oeste do Paraná, onde moram. "Está todo mundo doido para vê-la. Aqui as visitas são bem restritas", explica. "Ela já nasceu famosa [risos], mas vai ser legal mostrar isso para ela quando crescer", afirma.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS