Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Naviraí - Dr. Thiago Santos explica o que é TDAH (transtorno de déficit de aprendizagem e hiperatividade)

Data da Postagem: 07/05/2018 | Fonte: Tá na Mídia Naviraí
(Foto: Divulgação).

 É comum no consultório a presença de crianças rotuladas: “desatenta”,“distraída”,“lerda”,“no mundo da lua”,“burra”, “agitada demais”, “a mil por hora”; etc.

O TDAH – transtorno de déficit de aprendizagem e hiperatividade é um transtorno neurobiológico, com causas genéticas, que geralmente se desenvolve na infância e tende a acompanhar o indivíduo durante toda a vida.

É mais comum do que imaginamos; afeta cerca de 5% das crianças em idade escolar. Tem causas genéticas; com hereditariedade em 76% dos casos; além de influências ambientais como tabagismo e exposição a algumas drogas durante a gestação.

A literatura científica mostra que crianças filhas de pais que possuem o transtorno possuem de 2 a 10 vezes mais chances de também ter o problema em relação ao resto da população. E muitas das vezes, o transtorno sequer foi suspeitado nos pais.

 No adulto o transtorno aparece como:

Procrastinação (distrair-se com assuntos não tão importantes, deixando o principal para última hora).

Cometer erros bobos por falta de atenção; apesar de dominar um assunto.

Desorganização e atrasos frequentes.

Humor ansioso, estressado e irritado; com oscilações frequentes.

Falta de controle, com comportamentos inadequados gerando conflitos no local de trabalho, na família ou grupo social.

Nas crianças, os sintomas costumam ser percebidos nas escolas, onde os profissionais da educação identificam falta de interesse nas atividades, bem como falta de atenção, inquietude e impulsividade.

Podem haver comorbidades associadas: TOD-transtorno opositor desafiador (>40%), depressão (15-20%), transtorno de conduta (20%), dentre outros.

Algumas dicas para pacientes com o transtorno se organizarem melhor:

Pratique atividade física.

Se alimente de maneira correta.

Durma as horas necessárias diariamente.

Administre o tempo com agenda para organizar os compromissos.

O tratamento é individualizado; envolvendo uso de medicamentos, terapia cognitivo-comportamental, orientação dos pais e da escola para adequações. Procure auxílio de um neurologista.

Sobre o autor: Dr. Thiago Santos

Médico graduado pela UFGD/ Neurologista pelo hospital Risoleta Tolentino neves – UFMG / Estágio em neuropediatria no Hospital das Clínicas – USP

 

Mais informações Neuroger medicina especializada, localizada na rua Jamil Salem nº 200- dentro de Naviraí.Telefones 3409-1480 / 9.9652-1234.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS