Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Caso Vitória: Pai diz que alguém conhecido pode ter levado menina encontrada morta em matagal

Data da Postagem: 19/06/2018 | Fonte: G1 Sorocaba e Jundiai
Divulgação

O pai da menina Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, que foi encontrada morta em uma mata oito dias após desaparecer ao sair para andar de patins, em Araçariguama (SP), diz que alguém conhecido pode ter levado a sua filha.

Durante a investigação, um suspeito foi preso. O rapaz, um servente de pedreiro, chegou a dizer à polícia que esteve com a garota no dia em que ela sumiu em um carro junto com um casal.

Como o homem deu várias versões contraditórias, a polícia pediu a prisão temporária dele, que foi acatado pela Justiça. O casal foi ouvido e liberado depois que a polícia não encontrou fatos para indiciá-los.

"Ela não entraria em um carro contra a vontade, não faria isso. É alguém próximo, sim. Eu acredito que deva ser alguma coisa relacionada a isso. [O suspeito] tem que ser encontrado, tem que ser localizado", diz o pai Luiz Alberto Vaz.

A polícia segue com a investigação, que está sob segredo de Justiça. Até então, a polícia não aponta uma linha de investigação.

Ainda conforme o pai, o crime foi cometido por alguém que tenha conhecimento da cidade.

O advogado da família, Roberto Guasteli, falou ao G1 que a menina foi encontrada com as mãos e os pés amarrados. Também disse que apurou junto aos peritos que há indícios de asfixia, com sinais de enforcamento, e que a morte da Vitória ocorreu de sete a oito dias, que pode ter acontecido no mesmo dia em que ela sumiu. Versão que a polícia também não confirma.

A Polícia Civil informou que o laudo do IML ficará pronto em até 30 dias e deve indicar a causa da morte.

O rapaz que está preso foi ouvido novamente nesta segunda-feira (18) na delegacia da cidade. O conteúdo do depoimento não foi divulgado.

Peritos da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da capital paulista estiveram no local do crime hoje e recolheram alguns materiais, como galhos e até terra do local onde Vitória foi encontrada morta.

 

"Imagino que tem pessoas que passam 20, 30 anos tentando encontrar o filho desaparecido. Ter a Vitória de volta é um acalento aos nossos corações, mas a dor permanece. O sentimento de perda e tristeza são muito grandes", diz o pai.

 

Segundo estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou oito desaparecimentos a cada hora nos últimos 10 anos.

 

 




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS