Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Exército inicia operação com 600 militares para coibir crimes na fronteira

Data da Postagem: 19/06/2018 | Fonte: Campo Grande News
Comando Militar do Oeste participará de operação na fronteira com Paraguai e Bolívia (Foto: CMO/Divulgação)

O CMO (Comando Militar do Oeste) desencadeou ontem, segunda-feira (18) a Operação Ágata de Aço II nas regiões de fronteira com o Paraguai e Bolívia. O objetivo é tentar coibir crimes como narcotráfico, contrabando e tráfico de armas e munições.

De acordo com o Exército, a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada participará da operação com 600 militares e 238 viaturas e conduzirá as operações em conjunto com outras forças de segurança pública.

A operação deve intensificar a presença do Exército na faixa de fronteira oeste e, segundo nota do CMO, com o aumento do número de operações, as ações serão mais curtas e pontuais.

“Outro ponto a ser destacado é a intensificação das operações de inteligência, aproveitando as potencialidades do Sisfron [Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras], aliado a execução de ações preventivas e repressivas de combate aos ilícitos transfronteiriços e incremento de meios e recursos com maior tecnologia agregada”, aponta o CMO.

A operação é parte do PPIF (Programa de Proteção Integrada de Fronteiras) e foi criada por decreto no fim de 2016 e acontece sob coordenação e integração de representantes do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República), EME (Estado-Maior do Exército), Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Secretaria da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Nacional de Segurança Pública e Secretaria-Geral do Ministério das Relações Exteriores.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS