Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Indústria de MS registra saldo positivo de 1,3 mil vagas de emprego no ano

Data da Postagem: 03/07/2018 | Fonte: Dourados News
Divulgação

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, já acumula saldo positivo de 1.366 vagas de emprego de janeiro a maio deste ano, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. O saldo positivo de trabalho é resultado das 25.07 contratações feitas nos primeiros cinco meses deste ano contra as 23.721 demissões realizadas no período avaliado.

De janeiro a maio, os maiores saldos foram verificados nos segmentos da indústria químicas (+887), da construção (+551), da madeira e do mobiliário (+145), da metalúrgica (+127) e da borracha, couros, peles e similares (+90). O coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, detalha que, de janeiro a maio, o conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul já soma um total de 121.372 trabalhadores empregados.

“Atualmente a atividade industrial responde por 19,1% de todo o emprego formal existente em Mato Grosso do Sul, ficando atrás dos setores de serviços, que emprega 193.985 trabalhadores com participação equivalente a 30,5%, do comércio, com 125.286 empregados ou 19,7%, e da administração pública, com 122.465 empregados ou 19,3%”, pontuou Ezequiel Resende.

Detalhamento

Em Mato Grosso do Sul, de janeiro a maio de 2018, 108 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 3.606 vagas. Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 50 vagas destacaram-se: fabricação de álcool (+917), construção de edifícios (+599), fabricação de açúcar em bruto (+221), obras de engenharia civil não especificadas anteriormente (+171) e fabricação de madeira laminada e de chapas de madeira compensada, prensada e aglomerada (+158).

Por outro lado, 96 atividades industriais apresentaram saldo negativo em Mato Grosso do Sul, provocando o fechamento de 2.240 vagas. Entre as atividades industriais com saldo negativo de pelo menos 50 vagas destacaram-se: abate de reses, exceto suínos (-317), construção de rodovias e ferrovias (-211), obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações (-204), montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas (-186) e abate de suínos, aves e outros pequenos animais (-129).

Em relação aos municípios, constata-se que em 51 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação de janeiro a maio de 2018, proporcionando a abertura de 3.009 vagas. Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 50 vagas destacaram-se Campo Grande (+985), Naviraí (+191), Aparecida do Taboado (+187), Ponta Porã (+165), Maracaju (+139), Rio Brilhante (+127), Eldorado (+115), Água Clara (+99), Chapadão do Sul (+80), Nova Andradina (+76), Costa Rica (+64), Amambai (+63), Nova Alvorada do Sul (+56), Vicentina (+56) e Itaquiraí (+53).

Por outro lado, em 23 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, proporcionando a fechamento de 1.643 vagas. Entre as cidades com saldo negativo de pelo menos 50 vagas destacaram-se:  Três Lagoas (-523), Cassilândia (-491), Angélica (-140), Bataguassu (-125), Corumbá (-122), Dourados (-74) e São Gabriel do Oeste (-59).




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS