Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Alvo de atentado, prefeito de Paranhos vive sob escolta policial

Data da Postagem: 07/09/2018 | Fonte: Campo Grande News
Divulgação

O prefeito de Paranhos, Dirceu Bertoni (PSDB) sofreu uma tentativa de assassinato no dia 14 de junho. Atingido quando chegava na própria casa, o Prefeito relatou viver, hoje, sob escolta policial.

Segundo o relato, o prefeito tem restrições de horários. “O Estado ofereceu segurança e aí ele é acompanhado onde vai, mas está tudo bem tranquilo. Ele está recebendo a população na prefeitura normalmente e só precisa ter alguns cuidados quanto a horário. A noite não pode sair, de manhã sai após as 7h e assim vai indo”, declarou o assessor do prefeito.

Crime - Gabriel Queiroz, de 26 anos, foi contratado para matar o prefeito de Paranhos. Preso no dia 17 de junho, ele afirmou à polícia que não recebeu o valor combinado por não ter conseguido “concluir o serviço”. Ele receberia R$ 20 mil, mas ficou apenas com R$ 5 mil, pagos antes do crime por um intermediário do mandante da execução.

Gabriel acabou preso por policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) no sábado (17), enquanto tentava fugir para Campo Grande com a mulher, Djuly Priscilla Couto, de 28 anos.

O mandante do crime seria um brasileiro, morador do Paraguai, conhecido como “Treme Terra”.

A motivação para a tentativa de execução não foi confirmada pela polícia, mas informações apontam que a causa foi um desacordo na venda de uma fazenda em território Paraguai. Dirceu Bettoni teria vendido a propriedade ao suspeito, que não pagou o valor combinado no negócio.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS