Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Sistema da Câmara registra, por engano, entrada de agressor de Bolsonaro no dia do ataque

Data da Postagem: 20/09/2018 | Fonte: Midia Max
Divulgação
 

Adelio Bispo de Oliveira, autor da facada no candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), em Juiz de Fora (MG), teria visitado a Câmara dos Deputados dia 6 de setembro, mesma data do atentado ao presidenciável, segundo Ofício da Polícia Legislativa (PL) divulgado no início na quarta-feira (19) pelo site O Antagonista e confirmada pelo Estadão.

“Constatou-se a existência de dois registros de entrada referentes à pessoa do Senhor Adelio, ambos datados do dia 6 de setembro de 2018, dia em que fora efetuada sua prisão no estado de Minas Gerais em decorrência do atentado ao deputado Bolsonaro”, escreveu Paul Pierre Deeter, diretor da PL.

No ofício, Deeter escreveu que as duas supostas entradas de Adelio poderiam ter sido forjadas. Depois, ele esclareceu: “O Adelio já estava preso nesse momento em Minas. Foi apenas um erro do recepcionista, que foi ouvido, mas não houve má fé ou qualquer outra situação que estão falando por aí”, afirmou o diretor.

O funcionário, que não teve o nome divulgado, teria consultado no sistema eventual entrada de Bispo na Câmara, quatro horas após o esfaqueamento, e por engano registrou a entrada.

De acordo com a Câmara, há registro de entrada de Bispo no Congresso em agosto de 2013, mas não se sabe a qual lugar exatamente ele foi na época.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS