Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Aos 23 anos, Kerolyn abriu mão do cabelo para chegar ao São Paulo Fashion Week

Data da Postagem: 28/10/2018 | Fonte: Campo Grande News
Divulgação

Kerolyn Soares conseguiu, aos 23 anos, o que muita menina batalha desde a adolescência, chegar às passarelas. Nesta semana, ela estreou no SPFW (São Paulo Fashion Week) e na semana que vem embarca para Londres. A menina de 1,79 cm e 49 quilos é de Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande, e diz que viu a carreira deslanchar no último mês quando aceitou ficar praticamente careca.

Ela tinha o cabelo um pouco abaixo do ombro quando a agência sugeriu raspar. “No mundo da moda existem perfis mais exóticos. E mesmo com o cabelo curtinho, não estavam achando meu perfil diferente. Quando fui fazer um trabalho, a agência sugeriu tirar tudo”.

Kerolyn Soares conseguiu, aos 23 anos, o que muita menina batalha desde a adolescência, chegar às passarelas. Nesta semana, ela estreou no SPFW (São Paulo Fashion Week) e na semana que vem embarca para Londres. A menina de 1,79 cm e 49 quilos é de Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande, e diz que viu a carreira deslanchar no último mês quando aceitou ficar praticamente careca.

Ela tinha o cabelo um pouco abaixo do ombro quando a agência sugeriu raspar. “No mundo da moda existem perfis mais exóticos. E mesmo com o cabelo curtinho, não estavam achando meu perfil diferente. Quando fui fazer um trabalho, a agência sugeriu tirar tudo.

Kerolyn chorou com a decisão, mas decidiu se arriscar pela carreira. “Quando me falaram eu dei risada, achei que era uma brincadeira. Mas depois chorei e conversaram comigo sobre o trabalho. Eu poderia não aceitar, mas eu já estava há cinco meses em São Paulo tentando trabalhar, já tinha saído de casa, eu não ia desistir por um pequeno detalhe”, conta.

Desfile no SPFW com peça do estilista João Pimenta                            Desfile no SPFW com peça do estilista João Pimenta
Kerolyn saiu de Naviraí aos 22 anos. Kerolyn saiu de Naviraí aos 22 anos.
 

De família “batalhadora”, como ela conta, Kerolyn morou em uma fazenda no interior de Mato Grosso do Sul até os 18 anos, depois se mudou com os pais para Naviraí onde cursou o Ensino Médio na escola estadual Presidente Medici. O pai é tratorista e mãe empregada doméstica, ambos sempre lutaram para dar o melhor a modelo e dois irmãos mais velhos. Agora, seu maior sonho é retribuir a dedicação dos pais com conforto. “O dia que eu conseguir dar uma vida confortável e tranquila aos meus pais, estarei realizada, por enquanto tenho muito trabalho pela frente”.

A emoção veio há duas semanas com o primeiro cachê de uma campanha feita para Ellus. “Não gastei, mas fiquei muito emocionada e resolvi guardar”, conta.

De visual novo e com vontade, ela é uma inspiração para quem quer ir longe, mas se sente desanimada pela falta de oportunidade em uma região como Mato Grosso do Sul. “Eu sempre fui magra, então cresci ouvindo que deveria ser modelo. Mas em MS a gente sabe que é difícil, ser modelo era um negócio distante da minha realidade”.

Quando uma agência de São Paulo surgiu em Naviraí, o primeiro choque foi ser selecionada. “Eu nunca imaginei, meus pais sempre foram muito protetores, então pensava que eles jamais me deixariam viajar para outro estado e ser modelo”.

Determinada, a história de Kerolyn é inspiradora.
Desfile para Lucas Leão na SPFW.Desfile para Lucas Leão na SPFW.
 

Da visita da agência até sua chegada em São Paulo foi quase um ano. “A gente não tinha condições de arcar com a passagem, até que conseguimos e eu embarquei há cinco meses”.

Nos primeiros meses Kerolyn morou numa casa de modelos, onde custeava o aluguel. Por sorte, os trabalhos fotográficos, atendimento médico e outras necessidades ficaram por conta da agência. “Assim que cheguei eu tive um problema sério com acne, foram eles que me levaram para a dermatologista, tomei remédio e melhorei. Também recebemos toda assistência para cuidar do corpo e da saúde”.

Mas nem tudo são flores. Além da distância de casa, a modelo precisou lidar com a rotina turbulenta de uma cidade como São Paulo e o “banho-maria” profissional. “Fiquei praticamente cinco meses sem trabalhar, sem fazer nada. Mas depois que cortei o cabelo, dei a volta por cima na carreira”.

Selecionada para desfilar em diversas marcas e grifes nas passarelas do SPFW, neste fim de semana ela estará no evento de moda “Minas Trend”, em Minas Gerais e na próxima semana está de passagem marcada para Londres. “No mercado internacional vou trabalhar como modelo em campanhas e desfiles”.

Apesar do recente reconhecimento, Kerolyn não se esquece de onde veio e quem ficou aqui. “Quero levar o nome de Mato Grosso do Sul comigo, por onde eu passar, além ser reconhecida como uma grande modelo e conseguir ajudar meus pais”.

 

 




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS