Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Filho de prefeita é preso em flagrante por violência doméstica

Data da Postagem: 29/11/2018 | Fonte: TanaMídia Naviraí
Divulgação

Jorge Razuk Neto, de 41 anos, filho mais velho da prefeita Délia Godoy Razuk (PR), foi autuado em flagrante ontem (28), na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Dourados, por violência doméstica.

Ele foi autuado por ameaça, apropriação indébita, desacato e violência doméstica após enforcar e ameaçar com uma faca a atual mulher, Fernanda Maria Vitória de Araújo, de 40 anos.

Ele também ameaçou o enteado de 18 anos, que interferiu ao ver a mãe sendo enforcada, e conseguiu retirá-la das mãos do padrasto. Jorge Razuk ainda foi autuado por desacato contra os guardas municipais chamados para atender a ocorrência.

Filho do ex-deputado estadual Roberto Razuk e irmão do deputado estadual eleito neste ano Neno Razuk (PTB), Jorge foi autuado pela delegada Stella Paris Senatore e levado para a carceragem da 1ª Delegacia de Polícia.

Na presença de crianças – De acordo com a ocorrência, por volta de 7h40 de ontem, a Guarda Municipal foi chamada para atender um caso de violência doméstica em uma residência localizada na Rua Izzat Bussuan, na Vila Aurora, região nobre da cidade.

Quando a equipe chegou ao local, os guardas foram informados pelo jovem que seu padrasto Jorge Razuk Neto estava tentando matar sua mãe. Fernanda e seus três filhos estavam na esquina, assustados e nervosos, segundo relataram os guardas na delegacia.

Desacatou guardas – Agitado, segundo os guardas, Jorge entrava e saía da casa. Quando a equipe da Guarda Municipal se aproximou, ele teria começado a gritar que iria retirar a farda dos guardas e mandando-os cuidarem do patrimônio público, “que está abandonado”. Afirmou que só receberia a Polícia Militar.

Conforme a ocorrência, Jorge também teria ofendido o subinspetor Cabral, chamando-o de “viadinho” e pedindo para largar a arma e fosse para a briga com ele.

PM foi embora – Policiais militares chegaram ao local e entraram no quintal. Jorge abriu a porta de seu carro e pegou uma faca de cabo amarelo e mostrou aos PMs, dizendo que tinha sido acordado com a mulher encostando a arma em seu pescoço.

Segundo a ocorrência, em seguida os policiais militares deixaram o local alegando que a Guarda Municipal tinha chegado primeiro e era responsável pela ocorrência.

Como Jorge Razuk continuava agitado e se negando a permitir a aproximação dos guardas, foi preciso chamar o comandante da Guarda Municipal, Sílvio Reginaldo Peres Costa. Ele conseguiu acalmar Jorge e convencê-lo a ir para a Delegacia da Mulher. Jorge foi no próprio carro, segundo a ocorrência.

Queria a separação – O jovem  contou que no período da manhã, a mãe estava conversando com Jorge Razuk, dizendo que queria a separação. Nesse momento, o jovem diz ter ouvido gritos e ao entrar no quarto do casal viu o padrasto enforcando Fernanda, prensando-a contra o guarda-roupa e segurando a faca de cabo amarelo na outra mão.

O jovem disse que conseguiu tirar a mãe das mãos de Jorge e correr com as irmãs pequenas e Fernanda para a rua, onde pediram ajuda aos vizinhos. As crianças relataram que Jorge sempre fica agressivo e que situação semelhante já tinha ocorrido outras vezes.

Na delegacia, o jovem contou ter sido ameaçado por Jorge Razuk. Antes da Guarda Municipal chegar, ele saiu na frente da casa e o ameaçou, dizendo “você cresceu para cima de mim porque está fazendo academia e jiu-jítsu. Você vai ver, eu vou atrás de você”.

Da delegacia aonde foi autuado em flagrante Jorge foi transferido para  a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

 

 




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS