Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Ex-manicure naviraiense Kerolyn Soares é a nova top model brasileira

Data da Postagem: 01/10/2019 | Fonte: O Globo

Na manhã desta terça-feira, logo depois de riscar a passarela da Chanel pela segunda vez, a modelo Kerolyn Soares , de 23 anos, se encontrava em êxtase. Meio sem acreditar no que estava acontecendo, ela seguiu para seu último compromisso da temporada: a apresentação da Lacoste.

"Fiz 21 desfiles ao todo, entre Milão e Paris", contou, toda orgulhosa. "Quando penso em  tudo que fiz para chegar até aqui... Lutei tanto e continuo correndo atrás diariamente. Graças a Deus, estou sendo muito bem recompensada e estou trabalhando lindamente." E está mesmo. Nos lançamentos para o verão 2020 internacionais, brilhou na Versace, Max Mara, Missoni, Lanvin e Jil Sander, além de abrir os desfiles da Nina Ricci e da poderosa Hermès. "Também fiquei feliz de estar novamente no casting da Saint Laurent. Tenho uma identificação com a marca."

Natural do Mato Grosso do Sul, Kerolyn agora é apontada como a nova top model brasileira. Mas antes de triunfar na  indústria da moda, trabalhou como manicure em sua cidade natal, Naviraí, para ajudar a família.

"Foram dois anos fazendo unha de casa em casa. Era um jeito de dividir as despesas com meus pais. Estou nesse ramo por mim e por eles, quero dar uma vida melhor para a gente", disse ela, que começou a chamar a atenção em fevereiro, ao desfilar para a Prada. "Hoje, consigo ajudar meus pais. Aliás, meu namorado vai morar comigo aqui na Europa. Ele chega no começo de outubro. Só tenho motivos para agradecer." Entre seus grandes incentivadores, a modelo cita os agentes Anderson Meyer e Luiz Pretti, da Another Agency.

"Estou realmente orgulhosa desse feito. Em Milão, fiz 10 desfiles e meus bookers falaram que seria mais complicado em Paris. Mas fiz 11 na capital francesa. Ou seja: bati meu próprio recorde."





Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS