Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Produção de grãos deve bater recorde

Data da Postagem: 10/10/2013 | Fonte: Campo Grande News
Foto: Divulgação

- Impulsionado pelo crescimento de 4,2% na produtividade média, a soja deve passar de 2,88 mil para 3 mil quilos por hectare -

BRUNO CHAVES / EDIVALDO BITENCOURT
A produção de grãos deve bater outro recorde em 2014 em Mato Grosso do Sul, quando o total deve superar 14 milhões de toneladas. É a primeira estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgada nesta quarta-feira, para a próxima safra, de 2013/2014. De olho na valorização da soja, com possível alta do dólar, e no aumento da produtividade, os produtores rurais podem elevar o total a ser colhido 9,4%, de 5,8 milhões para 6,3 milhões de toneladas.

A área cultivada de grãos no Brasil deve crescer até 3,5% no próximo ano. O 1º Levantamento Grãos Safra 2013/2014 da Conab mostrou que a área plantada estimada para a próxima safra deve variar entre 54,18 milhões e 55,18 milhões de hectares, um aumento de 1,6% a 3,5% em relação à cultivada na safra 2012/13.

Em Mato Grosso do Sul, de acordo com o levantamento outubro de 2013, a produtividade em quilos de grãos – caroço de algodão, milho, soja, trigo e outros – deve variar 1%, já que na produção 12/13 foram 3.825 kg/ha e para 13/14 a estimativa é de 3.864 kg/ha.

Para a Conab, o destaque nas áreas plantadas ficará com a cultura de soja. A área plantada no Estado deve crescer entre 3% e 5%, de 2,017 milhões para algo entre 2,077 milhões e 2,117 milhões de hectares.

Impulsionado pelo crescimento de 4,2% na produtividade média, de 2,88 mil para três mil quilos por hectare, a produção da oleaginosa deve bater novo recorde. Segundo a Conab, deve saltar dos 5,8 milhões de toneladas neste ano para 6,232 milhões a 6,353 milhões de toneladas de grãos na safra 2013/2014.

Nem todos os produtores estão contentes com a próxima safra. O produtor rural Carlos Stefanello, 64 anos, que tem uma lavoura de 600 hectares de soja em uma fazenda que fica na saída de Campo Grande para Sidrolândia, acredita em prejuízos na próxima safra. “Acredito que a produção vai diminuir porque o custo da soja aumentou e o agricultor enfrenta um problema com plantas daninhas resistentes, que surgiram há pouco tempo, além de uma lagarta”, disse.

O controle das pragas é difícil, afirmou o produtor. O fato, “pode gerar um prejuízo de 5% a 10% e traz muita preocupação”. Os 600 hectares separados para a produção de seja receberam as sementes de soja na última segunda-feira (7), uma vez que estamos em época de plantio. A colheita está prevista para o início do mês de fevereiro de 2014.

No entanto, no mercado internacional, o preço da soja vem oscilando bastante. A principal causa é que a colheita nos Estados Unidos teve produtividade acima do previsto pelo mercado e causou a queda nos preços da soja.

Outros - Em Mato Grosso do Sul, a área cultivada com algodão pode crescer até 9%, de 39,5 mil hectares para 43,1 mil hectares. A colheita deve saltar de 66 mil para 71, 5 mil toneladas de algodão em pluma. Já a produção do caroço deve crescer de 174,3m il para 181 mil toneladas.

A área plantada com arroz deve crescer de 15,7 mil para até 16, mil hectares, enquanto a produção deve oscilar de 94,2 mil para até 101,7 mil hectares. 

Após bater recorde histórico na produção do milho safrinha, que sueprou 7,4 milhões de toneladas neste ano, o cultivo do grão deve cair no verão. A Conab estima queda de até 36%, de 48 mil para 30,7 mil hectares. A produção pode cair de 369,6 mil para 236 mil toneladas. 

PRODUÇÃO DE GRÃOS
De acordo com a Conab, produção brasileira de grãos para a safra 2013/2014 está estimada entre 191,9 e 195,5 milhões de toneladas. O valor tem uma representação percentual que varia de 2,6% a 4,5% acima da última safra, quando foram colhidas 187,09 milhões de toneladas.

No cenário nacional, a soja e o milho cresceram tanto em área como em produção. A justificativa da companhia é que o aumento se dá por causa dos preços dos grãos no mercado internacional. 

A produção da soja ficará entre 87,6 e 89,7 milhões de toneladas; a área, entre 28,6 e 29,3 milhões de hectares. Já a produção estimada do milho é de 78,4 a 79,6 milhões de toneladas, com área de 15,3 a 15,6 milhões de hectares.

As principais regiões produtoras de grãos do Brasil entraram na pesquisa da Conab, que foi realizada por técnicos da companhia entre os dias 16 e 20 de setembro.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS