Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Preço da cesta básica volta a subir em fevereiro na Capital; Tomate é principal vilão

No mês passado, consumidores pagaram R$ 292 pelos 13 produtos que compõem cesta Data da Postagem: 11/03/2014 | Fonte: MS Record

Após uma queda expressiva de -4,19% em janeiro, o preço da cesta básica voltou a subir em fevereiro em Campo Grande. Segundo dados divulgado nesta terça-feira (11) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) de Mato Grosso do Sul, a alta de três itens, com destaque ao tomate, provocou uma variação de 1,22%.

No mês passado, os consumidores pagaram R$ 292,09 pelos 13 itens que compõem a Cesta Básica, contra R$ 288,57 em janeiro. 

Os três itens que tiveram elevação nos preços foram o tomate (47,90%), o café (2,53%) e o leite (0,44%). Já os produtos com queda nos preços foram a banana (-18,08%), batata (-8,56%), feijão (-2,68%), manteiga (-2,57%), açúcar (-2,38%), farinha de trigo (-1,69%), carne (-1,49%), arroz (-1,36%), pão francês (-1,07%) e óleo de soja (-0,62%). 

Segundo o Dieese, em fevereiro foram utilizadas 88 horas e 45 minutos de trabalho para pagar a cesta, contra 87 horas e 41 minutos do mês anterior.

Entre as 18 capitais pesquisadas pelo Dieese, Campo Grande está em 11° lugar com a cesta básica mais cara. No topo da lista está Florianópolis (SC), onde em fevereiro os consumidores tiveram de pagar R$ 330,75 pela cesta. Já a capital com a cesta básica mais barata é Aracaju (SE), com preço de R$ 225,57.




Untitled Document
© NAVIRAÍ EM FOCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS